City Tour: Belle Époque

Belle Époque: um passeio pela história de Manaus

Manaus, ou melhor, a Paris dos Trópicos se tornou famosa a partir do ciclo da borracha e, em 1871, iniciou-se o período marcado pela modernização e arquitetura baseada no impressionismo e Art Nouveau que acontecia na França durante a Belle Époque. O final do século XIX e o começo do século XX foram a melhor fase vivida pela cidade com grande influência europeia, tanto no modo de vida quanto nas construções.

o roteiro

Visita aos principais pontos turísticos de Manaus - Mercado Municipal Adolpho Lisboa - Paço Municipal, Palácio Rio Negro - Teatro Amazonas (Opera house) - Praça São Sebastião. Uma viagem de imersão pela cultura e história que marcaram época no ciclo da borracha.

Início do passeio pelo centro histórico de Manaus que reúne diversos estilos arquitetônicos da  "Belle Époque", um convite para desvendar os monumentos da capital amazonense que nos áureos tempos do ciclo da borracha, já foi considerada a Paris dos Trópicos.

Situado às margens do Rio Negro, o Mercado Municipal Adolpho Lisboa é um dos pontos de comercialização mais importantes da cidade. Ali são encontradas uma infinidade de produtos típicos da região amazônica, como peixes de água doce, frutas, legumes, especiarias e artesanato local. Uma explosão de cheiros e sabores amazônicos.

O Paço da Liberdade, também conhecido como Paço Municipal, é um dos espaços mais antigos de Manaus. O prédio, sede durante décadas da Prefeitura Municipal, une beleza arquitetônica com as origens da cidade. Visitá-lo é conhecer as artes modernas e, ao mesmo tempo, ter um raro momento de observar vestígios arqueológicos locais, com salas do Museu da Cidade de Manaus que retratam a vida cotidiana, a identidade e a cultura de gerações passadas, por meio de exposições de longa e curta duração, utilizando-se da interatividade para contar a história da cidade de Manaus a partir de textos, sons e imagens, com caráter educativo, lúdico e dinâmico. Um verdadeiro convite aos visitantes para um passeio sensorial.

O Palácio Rio Negro, originalmente chamado de Palacete Scholtz, é uma bela construção que pertenceu a um dos mais ricos barões da borracha de Manaus, o alemão Waldemar Scholtz. Em 1917, o palacete foi adquirido pelo governo do Estado e passou a chamar-se Palácio Rio Negro. A partir daí, ele serviu de residência a vários governadores do Estado, e em um passeio interno, é possível admirar o mobiliário em estilo manuelino, português, inglês e império, e também belas peças de estilo oriental e Art Nouveau.

O roteiro histórico-cultural reserva uma visita especial ao majestoso Teatro Amazonas, com seu estilo renascentista, inaugurado em 31 de dezembro de 1896, e é o maior símbolo cultural de Manaus. Sua cúpula, composta por 36 mil azulejos pintados com as cores do Brasil, impressiona qualquer um e continua sendo palco de grandes espetáculos, tanto eruditos quanto populares. Além disso, é em seu salão de espetáculos, com capacidade para 701 pessoas, que acontecem o Festival Amazonas de Ópera, Jazz , Dança e Teatro.

Uma breve caminhada pelas ruas de paralelepípedo é um convite para observar casas antigas que datam os anos de 1900 e a Igreja São Sebastião, localizada no Largo de São Sebastião e “vizinha” do Teatro Amazonas, inaugurada no ano de 1888, pertence à ordem dos padres capuchinhos. Após uma viagem pela história de Manaus - retorno ao hotel.

 

A experiência

Informações do passeio

Não incluso

Condições climáticas

Independente das condições climáticas, os passeios ocorrerão normalmente.

As programações podem sofrer alterações devido a fatores climáticos, de acesso, ou outros que a empresa julgue poderem interferir na segurança ou bem-estar dos passageiros.

Forma de pagamento

A ser realizado com pelo menos 1 dia de antecedência do passeio.

Regras tarifárias

Fale conosco

Quer reservar esse passeio ou tirar dúvidas sobre algum detalhe que não ficou claro?

Quer mais informações ou detalhes para um passeio privativo?

Envie-nos sua mensagem via WhatsApp ou através do formulário.